iGesto’17

1st CALL FOR PAPERS:

iGesto’17
Conferência Internacional sobre Gesto e Multimodalidade

02.02.2017 – 03.02.2017
Faculdade de Letras da Universidade do Porto
A associação iGesto, recentemente fundada no Porto, Portugal, está a organizar um primeiro encontro com o objetivo de promover o diálogo científico e a investigação na área dos Estudos do Gesto no sudoeste da Europa. O encontro dirige-se sobretudo a investigadores e outros profissionais interessados em questões relacionadas com o estudo do gesto e com a multimodalidade na interação, que estão convidados a submeter as suas propostas sobre os tópicos abaixo referidos em diferentes abordagens.

Sobre os Estudos do Gesto

Esta conferência foi pensada como uma forma de convocar investigadores diferentes áreas e com abordagens distintas do gesto. ‘gesto’ é o termo que, no sentido lato, abrange tanto os diferentes tipos de movimentos co-expressivos envolvidos na produção de um enunciado na comunicação face a face, como os movimentos corporais que exprimem emoções, atitudes e sentimentos, também na dança, música, performance e artes visuais.

Os diferentes movimentos coverbais, ou modalidades cinésicas (na conceção mais restrita do termo) estão não só relacionados e coordenados com o que está a ser dito, mas também integrados no processo de enunciação, podendo desempenhar funções distintas a vários níveis interacionais. ‘Gesto’ é a designação geralmente usada para referir as acções físicas dos membros superiores, embora se utilize também para designar os movimentos coverbais de outras partes do corpo, tais como as expressões faciais, a orientação do torso e do olhar, e os movimentos da cabeça.

Os gestos manuais destacam-se pela sua estreita ligação com a fala, as ideias e intenções comunicativas de falante e de ouvinte. A relação entre estes gestos, os movimentos de outras partes do corpo e a fala, a modo como participam em simultâneo na geração de uma mensagem e a forma como as suas características semióticas e estrutura representam conceptualizações de diferentes domínios do mundo experienciado constituem o principal objeto de pesquisa dentro da área dos Estudos do Gesto. E é do senso comum, e defendido pela maioria das abordagens da relação entre gesto, fala e pensamento, o reconhecimento tanto da ligação estreita entre a produção do gesto e da fala, como do papel essencial do gesto na aquisição da linguagem.

Nas artes performativas, o gesto é entendido como uma experiência corporizada, como uma expressão do processo de pensamento, e/ou como parte de um corpo semiótico, cujo ritmo, energia e presença no palco induzem o observador a gerar significado através do acto de perceção. Assim, concebidos como movimentos corporizados, direta ou metaforicamente relacionados com os sentidos representados, os gestos têm sido abordados sob os pontos de vista cognitivo e fenomenológico. Na dança contemporânea teatral, por exemplo, os gestos usados pelos coreógrafos para transmitir as suas ideias e dar instruções aos bailarinos são, tendencialmente, traduções metafóricas de conceitos abstratos. Posto isto, o domínio das artes criativas representa um terreno fértil para a investigação sobre as origens das metáforas multimodais que envolvem gestos, movimentos do corpo, fala, música e elementos cénicos.

Embora os estudos sobre os gestos e a multimodalidade se tenham vindo a multiplicar a nível internacional, sobretudo a partir de 2002 com a criação da International Society for Gesture Studies, na Península Ibérica ainda estão a dar os primeiros passos. Espera-se que a iGesto’17 possa ser um catalisador para o desenvolvimento dos Estudos do Gesto neste canto do mundo, promovendo o diálogo e a troca de informações entre estudantes, investigadores, profissionais e outros interessados.

 

TÓPICOS

• Gesto e fala em diferentes contextos sociais
• Gesto e património cultural
• Gesto e fala em diferentes línguas/culturas
• Gesto e coordenação interpessoal: sinestesia interpessoal, imitação e sincronia
• Gesto, fala e corporização de dimensões e conceitos abstratos
• Gesto em contextos de mediação linguística
• Gesto e bilinguismo
• Gesto na aprendizagem e no ensino de L2
• Aquisição do gesto na criança e no adulto
• Gesto em crianças e adultos surdos: gestos em crianças com implantes cocleares; línguas e sistemas gestuais caseiros
• Gesto em línguas gestuais
• Atividade neuronal de produção e perceção do gesto
• Gesto na criação artística: dança, performance, música, canto, pintura, escultura, cinema, fotografia
• Gesto, cognição e cultura nas artes performativas
• Intenção e perceção do gesto no contexto performativo

 

Oradores convidados

Adam Kendon
Isabella Poggi (Univsersità RomaTre)
Lluís Payrató (Universitat de Barcelona)
Sotaro Kita (University of Warwick)

 

Comissão científica

Ana Mineiro
Anabela Cruz-Santos
Carla Montez Fernandes
Daniel Tércio
Elena Zagar Galvão
Isabella Poggi
Lluís Payratò
Isabel Galhano Rodrigues
Jorge Salgado
Stephan Jürgens
Vito Evola

 

Organização
iGesto – Investigação do Gesto
CLUP – Centro de Linguística da Universidade do Porto
FLUP – Faculdade de Letras da Universidade do Porto

 

DATAS IMPORTANTES

30.06.2016 – prazo para envio de resumos (max. 500 palavras)

20.07.2016 – prazo para envio de propostas de posters

Os resumos e as propostas de posters devem ser enviadas em word ou PDF, salvaguardando o anonimato para revisão, para o seguinte endereço: igesto.conferencia@gmail.com.
No texto da mensagem deverão ser referidos o(s) nome(s) dos oradore(s), afiliação e endereço(s) do correio eletrónico.

15.09.2016 – notificação da aceitação

15.10.2016 – inscrição

Valor da inscrição

Estudantes: 30 €
Público geral: 65 €
Sócios da iGesto: 30 €
Contactos

igesto.associacao@gmail.com
igesto.conferencia@gmail.com
https://igesto.wordpress.com

 

Advertisements